Frames do MOVIMENTO

Loading...

segunda-feira, 29 de março de 2010

SUBURBANO NO CENTRO - O rap mais vivo do que nunca

Um dos objetivos desse blog é abrir espaço para o pensamentos dos jovens talentos que participam de uma forma ou de outra da cultura hip hop. Além de entrevistas, resenhas de discos e matérias sobre shows, quero registrar nesse espaço o ponto de vista desses militantes. O exército do hip hop é formado por djs, grafiteiros, fotógrafos, dançarinos, skatistas, donos de lojas, sindicalistas, advogados, médicos, policiais, jornalistas, escritores, feirantes, políticos, entre muito outros.

A seguir um texto do amigo Sniper, rapper expoente do querido, e ainda pouco compreendido, Capão Redondo, sobre o envento do sensacional Alessandro Buzzo (cinestas, estilista, escritor, agitdor cultural e guerreiro de fé).

Good vibes.






Ontem colei no centro pra conferir mais um evento organizado pelo escritor Alessandro Buzo, “Suburbano no Centro”. Estava lotado de manos e minas fortalecendo a cultura hip hop, através de grafites, filmes e claro, muito rap. O som ficou por conta da Familia 2 Mil Grau da zona leste e deu sequencia com mais militantes da leste: Mano Rogério acompanhado do “Elly (DMN)”, “Da Antiga” e “Fran (Tribunal Mc´s)” e encerrou ao som do grupo “A Familia” cantando e lançando seu mais novo vídeo clip da música “Faça por amor”.


Homenagem à Dina Di

Lá encontrei outros aliados também, como se fosse uma reunião familiar. O Xandão (Química) avisou que o som com a minha participação entrará na programação do “Espaço Rap da 105” na semana que vem.

O mano Luther (Enigmas D´Periferia), o qual estou dando uma força para lançarem seu disco pela RI Fonográfica também colou e disse que as letras estão prontas.

Um salve geral a guerreira “Dina Di” foi lançado e aplaudido por todos.

Me lembro da primeira vez que ouvi um som da Dina no rádio (Dr. Rap), quem é “das antigas” lembram, pois sintonizavam e viajavam nas ondas do rap anos atrás. “Confidências de uma presidiária” era o hit. Mais de 10 anos depois pude ter o prazer de conhecê-la e infelizmente após vê-la partir. Fica aqui minha homenagem a esta guerreira.

Meu novo disco está pra sair e muitos outros estão no forno. Aguardem...pois o rap está mais vivo do que nunca. Este  foi mais um rolê na noite de São Paulo por mim Sniper, o Franco Atirador.



PAZ e RESISTÊNCIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário