Frames do MOVIMENTO

Loading...

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Miles Davis fez história



O melhor disco de jazz da história, sem a menor dúvida de errar é o 'Kind of Blue', do trompetista americano Miles Davis. Lançado em 1959, esse álbum redefiniu o jazz e, até certo ponto, a música mundial. O hip hop até hoje bebe dessa fonte. Os grandes nomes do gênero usam os recursos inovadores do mestre Miles Davis.

Eu, particularmente, tenho um carinho muito grande por esse álbum, pois ele está relacionado intimamente a fatos marcantes na minha vida. Só para citar um deles,  foi o 'Kind...' que me acompanhou quase que diariamente nas longas sessões extras de estudos para o vestibular em 1990. Não sei se foi a dedicação ou as goods vibes do álbum, mas eu passei em 68º lugar no concorrido vestibular da Cásper Líbero.


Mas o que eu quero falar sobre esse álbum  fundamental para a história da música é um assunto que está ligado a todas as grandes obras da humanidade: Preparação, Planejamento, Esforço e Talento.


Para realizar uma grande obra, seja lá em qual área, é preciso muito desses quatro fatores. A falha em um desses quesitos pode por tudo a perder.


No caso de 'Kind of Blue', Miles e o seu incrível quinteto fizeram quatro álbuns que serviram de gestação para o 'Kind...'. Três deles pelo selo Prestige e um pela Columbia, que foi a gravadora desta obra prima do jazz. Em todos eles sobram exemplos de preparação, planejamento, esforço e, é claro, talento.

A cada álbum a revolução musical de 'Kind..' foi tomando forma e arrebatando seguidores.


Os ábuns são:


Workin' (Prestige)
Cookin' (Prestige)
Relaxin' (Prestige)
'Round about midnight (Columbia)


Nos próximos post, eu vou falar um pouco sobre esses álbuns e a construção da maior mudança do jazz de todos os tempos.


Good vibration e paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário